PROVA VICTOR

* Pergunta 1

É necessária uma avaliação

 

Leia o texto que segue e relacione-o a pelo menos dois temas estudados pela linguística. Você deve retomar o conceito e ilustá-lo com exemplos retirados do texto de Possenti. Vendo TV Sirio Possente (www.terramagazine.com.br.Acesso em 12/05/2013) Frequentemente, me refiro, nesta coluna, ao desempenho linguístico das personagens que aparecem na TV. Às vezes, são populares, agricultores que enfrentam a seca ou as enchentes. Suas (………….)

Resposta VICTOR –

A principal característica da linguística é que o sujeito se comunique, cada sociedade tem sua forma de comunicação, e a linguistica aponta que não existe certo ou errado, são apenas diferentes. EX: A frase dita por lobão: ”Tá acontecendo crimes muito bárbaros”. Muitos diriam: ”Estão acontecendo crimes muito bárbaros”. E a linguística defende que as duas formas estariam corretas. Muitas pessoas tem sua própria forma de se comunicar na oralidade, mas na forma escrita esta forma de se comunicar é mais geral e unificada. EX: Na oralidade um mineiro diria a palavra: passô. Já na forma escrita ele diria: passou.

* Pergunta 2

0,8 em 0,8 pontos

 

Sobre o formalismo russo, é incorreto afirmar:

Resposta Selecionada: c. O formalismo russo defendia a superioridade da forma em detrimento do conteúdo Resposta Correta: c. O formalismo russo defendia a superioridade da forma em detrimento do conteúdo

Feedback da resposta: O formalismo não buscava provar o valor da forma em oposição ao valor do conteúdo, mas apenas as identificar suas características.

* Pergunta 3

0,8 em 0,8 pontos

 

Leia o texto a seguir. E aí, cara, que cê tava fazendo? – Ah, Rordigu, eu tava arrumanu o carru! – Aquele lá, que eu pedi o conserto no outro dia? – É, aqueli mesmo… Indique a alternativa que apresenta apenas palavras do texto pertencentes à norma coloquial:

Resposta Selecionada: c. Cara, falanu, cê. Resposta Correta: e. Cara, falanu, cê.

Feedback da resposta: A única alternativa que apresenta três usos coloquiais é “cara, falanu e cê”. Nas demais, as únicas palavras coloquiais são: “arrumanu” e “cê”.

* Pergunta 4

0 em 0,8 pontos

 

Segundo Bagno e Rangel (2005) ” a simples afirmação de que um indivíduo “fala errado” já constitui um atentado aos seus direitos linguísticos. Nesse sentido, uma das tarefas mais delicadas da educação linguística é deixar bem claro e evidente que o respeito às variedades linguísticas estigmatizadas não significa negar aos seus falantes o direito ao pleno conhecimento e domínio das formas linguísticas de prestígio.” Da leitura do fragmento acima, pode-se concluir que:

Resposta Selecionada: b. Afirmar que uma modalidade da língua é inferior a outras é um desrespeito aos direitos linguísticos e, portanto, o ensino de todas as modalidades deve ser respeitado Resposta Correta: c. Afirmar que uma modalidade da língua é inferior a outras é um desrespeito aos direitos linguísticos e, mas o desafio maior é ensinar a variedade linguística de prestígio

* Pergunta 5

0,8 em 0,8 pontos

 

Não é uma das dicotomias estudadas por Saussure na Linguística:

Resposta Selecionada: b. Signo e objeto Resposta Correta: b. Signo e objeto

Feedback da resposta: Saussure não se ocupava da relação signo e objeto, deixando essa relação para outra ciência, a Semiologia.

* Pergunta 6

0,8 em 0,8 pontos

 

Estuda as relações dos signos com quem os usa para comunicar:

Resposta Selecionada: b. A pragmática Resposta Correta: b. A pragmática

Feedback da resposta: Define-se, desse modo, o objetivo da pragmática: estudar as relações dos signos com quem os usa para comunicar-se. Tendo suas bases em diferentes tradições de pensamento, teve suas bases principalmente na filosofia da linguagem, buscando dar conta da relação linguagem/pensamento e da relação linguagem/sociedade.

* Pergunta 7

0 em 0,8 pontos

 

Leia as afirmações a seguir, sobre a gramática gerativa. I – A gramática mental de um indivíduo é representada em seu pensamento. II – Não há relacionamento das propriedades da linguagem nos mecanismos do cérebro. III – A aquisição do conhecimento se dá pela linguagem. Está correto o que se afirma em:

Resposta Selecionada: b. I e II. Resposta Correta: a. I e III.

Feedback da resposta: A única afirmativa incorreta é “Não há relacionamento das propriedades da linguagem nos mecanismos do cérebro”. É justamente o contrário

* Pergunta 8

0,8 em 0,8 pontos

 

QUESTÃO DE TEORIA Muita gente pensa que os linguistas são apenas um tipo de gente que adota uma concepção diferente de erro. Os que não leem nada confundem concepção diferente de erro com concepção segundo a qual não há nenhum tipo de erro. Os ainda mais tolos entendem que uma análise alternativa dos dados (por exemplo, a afirmação de que há uma gramática em “dois ovo / as garrafa”) significa a defesa dessas construções (em qualquer campo discursivo). Pior, implicaria a condenação das construções ditas corretas. É que a ignorância não tem limites. Mas os linguistas não são apenas diferentes de outros tipos de analistas da língua por defenderem que há gramática onde os outros só veem erros (que seriam exatamente falta de gramática). Os linguistas são também um tipo de gente que aprendeu a fazer análises diferentes, explícitas e generalizantes, de fatos da língua, com fundamento não na autoridade de gramáticos, mas nas exigências da análise científica, que se caracteriza pela explicitude e pela generalidade. Sírio Possenti, http://terramagazine.terra.com.br/blogdosirio/blog/2013/10/31/questao-de-teoria/

Segundo o texto acima, o linguista:

Resposta Selecionada: e. Os linguistas não somente veem gramática onde os outros veem erro, mas fazem análise dos fatos da língua com bases científicas. Resposta Correta: e. Os linguistas não somente veem gramática onde os outros veem erro, mas fazem análise dos fatos da língua com bases científicas.

Feedback da resposta: Os linguistas são também um tipo de gente que aprendeu a fazer análises diferentes, explícitas e generalizantes, de fatos da língua, com fundamento não na autoridade de gramáticos, mas nas exigências da análise científica, que se caracteriza pela explicitude e pela generalidade.

* Pergunta 9

0,8 em 0,8 pontos

 

“A ______________ do falante reside na capacidade de produzir um conjunto infinito de frases. Esse infinito número possível de frases pressupõe uma língua aberta, dinâmica, criativa, mas que é governada por regras que não regem somente as frases existentes, mas também as não existentes”. Indique a palavra que preenche corretamente a lacuna.

Resposta Selecionada: e. Competência. Resposta Correta: e. Competência.

Feedback da resposta: O conceito descrito pode ser definido como “competência”.

* Pergunta 10

0,8 em 0,8 pontos

 

Leia as afirmações a seguir. I – A teoria criada por Saussure está construída a partir de dicotomias, ou oposições. II – Uma distinção importante que Saussure faz é a que separa língua e fala. III – Para Saussure, a língua é um sistema abstrato, um fato social. Está correto o que se afirma em:

Resposta Selecionada: a. I, II e III. Resposta Correta: b. I, II e III.

Feedback da resposta: Todas as afirmações são corretas, de acordo com a concepção saussureana.

* Pergunta 11

0 em 0,8 pontos

 

“Estava na capa da Folha do último dia 15: “Dilma manda rivais estudarem; Marina vê retrocesso no país”. Alguns leitores reclamaram do emprego da forma “estudarem”, ou seja, reclamaram do emprego da forma flexionada do infinitivo. Para esses leitores, a forma correta seria “Dilma manda rivais estudar”. Ai, ai, ai… Como diz uma querida senhora (que não está longe dos 80), “pode até pensar, mas não pode dizer”. Tradução: é melhor eu não dizer o que penso da arbitrariedade dessas “autoridades linguísticas”.

Quem já teve dois segundos de interesse pelos fatos da língua sabe muito bem que o emprego do infinitivo é verdadeira cilada. Vale a pena ver o que diz sobre o tema a sempre importante “Nova Gramática do Português Contemporâneo”, dos queridos e saudosos Celso Cunha (brasileiro) e Lindley Cintra (português): “O emprego das formas flexionada e não flexionada do infinitivo é uma das questões mais controvertidas da sintaxe portuguesa. (…) Em verdade, os escritores das diversas fases da língua portuguesa nunca se pautaram, no caso, por exclusivas razões de lógica gramatical, mas se viram sempre, no ato da escolha, influenciados por ponderáveis motivos de ordem estilística, tais como o ritmo da frase, a ênfase do enunciado, a clareza da expressão. Por tudo isso, parece-nos mais acertado falar não de regras, mas de tendências que se observam no emprego de uma e de outra forma do infinitivo”. (…) Sobre a leitura do texto, é incorreto afirmar:

Resposta Selecionada: a. No texto acima, o autor defende a posição da gramática normativa, segundo a qual há formas corretas e formas incorretas de uso da língua Resposta Correta: e. Todas as regras gramaticais são orientadas por questões de lógica.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s