3° dia de SPFW

Iodice:

A mulher do inverno 2011 de Valdemar Iodice é super feminina,a coleção começou com uma ótima série de looks pretos. Pontos para os vestidos de jérsei com georgete, de seda, couro e tricô. A modelagem é tanto justa quanto vaporosa, mas sem perder o toque sexy.Destaque também para a única cor vibrante da cartela: o laranja.

Juliana Jabour:

Juliana Jabour trocou a malharia adocicada de outrora por uma coleção mais adulta, repleta de referências: do xadrez grunge às estampas de animal, passando pelo floral e por uma ou outra peça com perfume militar. E é aí que mora o problema. Apesar das peças isoladamente serem boas – caso das calças cropped e das saias longas de lurex , os estilos não conversavam entre si e causavam a sensação de estranheza.

Cori:

. Pautadas pelo equilíbrio de linhas retas e pela (as)simetria, as peças trazem interessantes recortes em maxicoats, blazers e casaquetos.
Fendas e desníveis também podem ser vistos em vestidos charmosos, que ainda receberam detalhes de organza recortada a laser. A mistura de tecidos, aliás, é outro ponto alto do desfile da Cori.

Osklen:

Um incêndio que destruiu a fábrica da Osklen em fevereiro de 2010 foi a inspiração para Oskar Metsavaht criar o inverno da marca.Dos clássicos pulôveres, nasceram algumas das melhores peças, como os vestidos longos de cashmere, com gola V e falsas mangas, que fazem as vezes de cintos soltos, usados abaixo da cintura.A ideia era mesmo resgatar itens que fazem parte da trajetória da Osklen e tentar assim extrair da tragédia alguma poesia – como a estampa de flores em chamas.

Colcci:

Gisele Bündchen, Ashton Kutcher, Alessandra Ambrosio e Demi Moore. Com esse quarteto, a Colcci conseguiu fazer a apresentação mais concorrida do dia.Com uma silhueta anos 50, a coleção trouxe hot pants, combinadas com camisas de seda, blazers ou casaquetos. Os trenchcoats surgiram usados apenas na companhia de ankle boots com salto anabela – destaque para o detalhe de metal dourado rente ao solado. O comprimento, em um primeiro momento, é curtinho

A mulher do inverno 2011 de Valdemar Iodice é suuperfeminina, como sempre,a coleção começou com uma ótima série de looks pretos. Pontos para os vestidos de jérsei com georgete, de seda, couro e tricô. A modelagem é tanto justa quanto vaporosa, mas sem perder o toque sexy.Destaque também para a única cor vibrante da cartela: o laranja.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s